Ensaios

“O Capitalismo produziu desigualdade”. Ah, não me diga!?

0
“O Capitalismo produziu desigualdade”. Ah, não me diga!?

Um dos mais importantes nortes militares é o chamado “definir o campo de batalha”. Está em Sun Tzu, César, Xenofonte, Nobunaga, Alexandre Magno, Subedei, Saladino e os Chifres de Hattin. Até Napoleão, que voltou seu foco ao poder da artilharia – acertadamente, por sinal, compreendia quão basilar é este fundamento. Na política (a guerra materializada de outro modo, parafraseando Clausewitz) ninguém assimilou melhor esta verdade que as esquerdas.

Continue lendo...

O cabelo ruim do Emicida

0
O cabelo ruim do Emicida

Emicida deu piti no Facebook. Reclamou dos "racistas" que chamam seu cabelo de "cabelo ruim". Disse que o certo não é "ruim", mas crespo, cabelo crespo!, e ponto final. Comento.

Continue lendo...

As Humanas e o excedente de riqueza – Parte 2

0
As Humanas e o excedente de riqueza – Parte 2

Para ler a primeira parte, clique aqui.   ------   Nenhum país sairá do atoleiro (tal qual o Brasil se encontra) sem que capacite sua população. Estamos, ora, falando de valores e falando de economia, não estamos? A economia primeiro.

Continue lendo...

As Humanas e o excedente de riqueza – Parte 1

0
As Humanas e o excedente de riqueza – Parte 1

A segunda semana de setembro trouxe uma notícia que soou como uma bomba do obscurantismo à Academia Brasileira: o governo japonês quer o fim dos cursos de humanas.   No país onde quase a totalidade da classe falante é oriunda desta grei, a recomendação gera reações de toda sorte (de boas risadas a textões indignados).

Continue lendo...

Da morte

0
Da morte

Quando a morte nos abraça de forma inesperada, vemos o quão grande é a nossa fragilidade e vulnerabilidade diante do imponderável.

Continue lendo...

Não nascemos prontos!

0
Não nascemos prontos!

É véspera de ano novo, muitos já traçam planos e metas para o ano que se inicia, é um momento propício para reavaliarmos nossa vida e os rumos que queremos para ela. Antes de tudo, gostaria de desejar um feliz ano novo a todos, e, que assumam as rédeas de suas próprias vidas e construam aquilo que desejam.

Continue lendo...

Laranja Mecânica e a Sociedade Contemporânea

1
Laranja Mecânica e a Sociedade Contemporânea

Enquanto a maior parte do público do filme Laranja Mecânica se espantou com seus métodos psiquiátricos e com a fabricação de uma espécie de moral artificial, eu, particularmente, estive mais atento na interessante sociedade caracterizada pelo autor Anthony Burgess – e adaptada para o cinema pelo mestre Stanley Kubrick. Era, sem dúvida, um local melancólico e desolador. Reinava o caos social, consagrado por um Estado autoritário.

Continue lendo...

Presidente: adjetivo de dois gêneros.

0
Presidente: adjetivo de dois gêneros.

Com a ascensão de D. Dilma Rousseff ao cargo de chefia do nosso país, fato inédito que demarcará para sempre o histórico das eleições no Brasil, ascendeu também uma discussão acerca de um tema jamais antes imaginado, uma vez que sempre fomos governados por homens: como chamá-la? Adepta aos temas polêmicos e não recorrentes, recebi mais uma vez a missão de pesquisar e escrever sobre o assunto, considerando não somente...

Continue lendo...

Respeito e homofobia

7
Respeito e homofobia

Antes de tudo, tomo a liberdade de escrever este texto em primeira pessoa. Um dos romancistas que admiro apaixonadamente diz que um dos segredos para um bom romance consiste em dissecar palavras-chave que estejam em comum nas problemáticas existenciais das personagens.

Continue lendo...

Conhece-te a ti mesmo, Harry.

0
Conhece-te a ti mesmo, Harry.

Exibidas nas salas mundo a fora em 1997, Descontruindo Harry é a tragicomédia do moralista moderno e incompleto, mais precisamente de Harry Block, um escritor em crise criativa que não consegue mais produzir nada que lhe pareça digno.

Continue lendo...