Cinema e Política

Dr. Mann e a política em Interestelar

1
Dr. Mann e a política em Interestelar

Alerta de spoiler: Se você ainda não viu "Interestelar", esse texto contém spoilers. Depois não reclame.

Continue lendo...

Robocop: mais um libelo de José Padilha contra a polícia?

1
Robocop: mais um libelo de José Padilha contra a polícia?

Pelo que se sabe até agora sobre o novo Robocop, já dá para se preparar para mais chorume radicalmente esquerdista, desta vez entregue a você pelas mãos do diretor José "Tropa de Elite" Padilha, eleitor entusiasmado do PSOL e crítico do PT por não ser esquerdista o suficiente.

Continue lendo...

Ninguém é de ferro: Iron Man 3 e a política externa
americana

0
Ninguém é de ferro: Iron Man 3 e a política externa <br />americana

Vi ontem Iron Man 3, um filme descartável e quase inocente, mas que pelo enorme sucesso de público e pelas mensagens políticas merece atenção. O filme fez mais de US$ 1,2 bilhão de bilheteria no mundo para um custo estimado que não ultrapassa US$ 500 milhões entre produção e marketing, uma máquina de fazer dinheiro.

Continue lendo...

Cinco documentários para entender o mundo

29
Cinco documentários para entender o mundo

Um dos filtros mais básicos para medir a honestidade intelectual de um texto político é se ele se assume de um ponto de vista ideológico ou não. Neste aqui não há segredo: acredito em liberdade individual, no estado democrático de direito, em meritocracia, na responsabilidade individual e que a função de qualquer governo é dar segurança física aos seus cidadãos aplicando as leis e protegendo as fronteiras.

Continue lendo...

A política em “Batman – The Dark Knight Rises”

17
A política em “Batman – The Dark Knight Rises”

Muita especulação sobre a política neste filme, mas o caráter conservador e antirrevolucionário do roteiro é inquestionável, a quantidade de referências que reforçam a ideia não dão margem a dúvidas: Bruce Wayne é um conservador e Christopher Nolan mais ainda.

Continue lendo...

Comentário sobre “Django Unchained” (2012)

4
Comentário sobre “Django Unchained” (2012)

Vou ter que conviver com a culpa pelo crime, imperdoável em mesas de bar, de não ter gostado de "Django".

Continue lendo...