Reimont, Renato Cinco e Jeferson Moura contra Carlos Bolsonaro

Reimont, Renato Cinco e Jeferson Moura contra Carlos Bolsonaro

0

Quem tem um filho como Carlos Bolsonaro, não tem motivo para ficar triste ou se intimidar com a escumalha petista e psolista. E melhor: Jair Bolsonaro têm ainda outros dois tão aguerridos quanto.

 

Vereador em seu quarto mandato, Carlos precisou defender o pai ontem (11/12/2014), na tribuna da Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro. O assunto, claro, foi a polêmica da semana, o entrevero entre Jair Bolsonaro e Maria do Rosário, de 11 anos atrás, requentado pela mídia após a lembrança do deputado em tribuna, antes de discursar contra a redução da maioridade penal em Brasília.

 

Alguns recortes do “debate” entre os vereadores cariocas:

 

Link Youtube | Reimont e Renato Cinco atacam Jair Bolsonaro, Carlos Bolsonaro defende.

 

Em relação ao que foi debatido e exposto no vídeo, três singelos comentários:

 

- O Vereador Reimont passou um atestado em desfavor da universidade que lhe conferiu o diploma de Filosofia, pois, ao contrário do que disse, de lógica ele não entende. Com uma desfaçatez ilimitada, o vereador petista afirmou que Bolsonaro Pai disse exatamente o contrário do que disse: que é estuprador. Não há lógica que converta a proposição “Jair não estupraria Maria porque ela não merece” em “Jair é estuprador”. Paralogismo puro do petista “filósofo”.

 

- Já o vereador Renato Cinco, com sua tradicional boca caída (Muita maconha dá nisso? Pergunta séria, quem puder, responda.), acusa ferozmente, mas ferozmente mesmo, o vereador Carlos Bolsonaro de truculência, de emular um Bully (valentão de colégio). E fez isso em altíssimo tom, gesticulando mais do que eu vendo luta e, vejam só, com toda TRUCULÊNCIA possível. Isso porque Bolsonarinho apenas caminhou em sua direção. Ei, calma aí, quem era truculento mesmo?

 

- E, para terminar, lembro que o terceiro integrante dessa turminha modorrenta que aparece no vídeo, e que o Carlos “Zueira Kid” Bolsonaro tem que aturar diariamente na Câmara, o vereador Jeferson Moura, sequer é bem quisto no próprio PSOL. O diretório do RJ, composto exclusivamente por pessoas mais esquerdistas que o próprio Lúcifer (mestre de Karl Max), tenta expulsá-lo do partido não é de hoje. Ou seja, o sujeito é tão mala que nem o PSOL o quer. Talvez por isso a manifestação de apoio a Maria do Rosário. De repente, está tentando cavar uma vaguinha no projeto principal do Demo no Brasil, mais conhecido como PT.

Fernando Henriques
Idealizador e editor desta revista, Fernando Henriques é um consumista informacional. Formado bacharel em Ciências da Computação, encontra na Comunicação um elo natural. Viciado em séries, filmes, rock, MMA, política e desafios.

Leia também...

 
Dê mais vida a Feedback Mag., para sua imagem aparecer ao lado de seu nome nos comentários, cadastre-se no Gravatar usando o mesmo e-mail com o qual você comenta aqui na revista. Leva 2 minutos.