Por que sou um porco direitista?

Por que sou um porco direitista?

4

Eu sou um porco direitista certamente porque sou um ignorante! Ou talvez seja por mau-caratismo! Afinal, como uma pessoa em sã consciência não seria esquerdista nesse mundo desigual dos dias de hoje?! Que pessoa com amor no coração rejeitaria ideais tão nobres quanto os do socialismo? Ó, que dilema, que encruzilhada moral! Que crise existencial se nubla na batalha mental da medíocre cabeça de um porco direitista como eu.

 

Como negar a superioridade ética dos marxistas? Vimos a nobreza própria dos marxistas e seus adeptos há pouco tempo na Venezuela, quando a Constituição Venezuelana foi rasgada na frente do mundo inteiro e os venezuelanos voltaram a ser colônia, só que dessa vez de Cuba. Como são idealistas esses marxistas anjinhos que os direitistas malvados difamam quando esses mesmos marxistas se reúnem com os sequestradores das FARC no Foro de São Paulo…

 

Nossa, como os religiosos são malvados ao difamarem esses homens santos que roubam na conta de luz, colocam a maior taxa de impostos do mundo sobre a estática população brasileira, arrecadando em 2012 mais de 1,5 trilhão de reais. Como não compreender as boas intenções paternais do São Lula… Nós direitistas somos insensíveis por não compreendermos o amor de um ser tão bondoso e que ajudou tantos brasileiros! Com certeza, dizer que os marxistas querem dar um golpe no Brasil, como o partido de Hugo Chávez fez na Venezuela e Fidel Castro fez em Cuba (ex-amigo e ídolo de Lula, respectivamente), é a maior paranoia conspiratória do mundo! Como poderíamos nós duvidar que Cuba financiaria a campanha eleitoral de Lula para manter a democracia no Brasil? Nós, porcos direitistas fanáticos e conspiracionistas! Como somos bobões por acreditar que homens acusados de “ameaças de morte” por Marcos Valério, em seu depoimento no caso Mensalão, que destruíram a oposição ideológica no Brasil, envolvidos no maior escândalo da história, são homens malvados… Com certeza, nós direitistas devemos abandonar os valores morais retrógrados que o Cristianismo ensinou e nos render à supremacia intelectual dos marxistas, que nunca conseguiram erguer economia nenhuma no mundo – a China só está crescendo porque se rendeu ao capitalismo. Mas nós, direitistas, coitados de nós… devemos nos render às camisas do racista e verdadeiramente homofóbico Che Guevara (como mostra a escritora cubana Zoé Valdés, durante o fórum “Cuba, Revolução e Homossexualidade”, organizado pela Confederação Espanhola de Associações de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais [COLEGAS] na Casa América de Madri, Espanha) e que criou o primeiro campo de concentração das Américas (a prisão de “La Cabana”, em Cuba)!

 

Sim, somos direitistas e somos bobões, ó, coitados de nós! Sábios são os que defendem a “ditadura do proletariado” que nunca existiu em lugar nenhum, já que os proletários russos foram mortos, e também os proletários chineses, e também os cubanos, e somente os intelectuais dos partidos atingiram grandes cargos de liderança. Ó, como nós direitistas somos “bobões”! Ó vida, ó céus, ó, Clementina! Ó, mares revoltosos cheios de tubarões do Caribe… Por que o povo cubano tolo foge no teu meio do “Paraíso Socialista” na Terra que é Cuba? Trocar o paraíso cubano com um único canal de TV, um único jornal e uma única rádio pela imperialist land. Nós direitistas somos “bobões” e os cubanos mais ainda…

 

Por que os cubanos vão morar justamente nos EUA imperialista abarrotado de americanos gordos que destroem o mundo com a Coca-Cola malvada e o McDonald’s malvado?! Mao Tsé-Tung ter matado 60 milhões de pessoas não é mal nenhum, afinal, ele “deturpou” Marx. Aliás, Mao Tsé-Tung, Pol Pot, Fidel Castro, Stálin, Lênin, Hitler (Nazismo igual Nacional Socialismo), Che Guevara, Mussolini (Partido Socialista Italiano), todos esses homens! Eles nunca entenderam o marxismo verdadeiro! Quem realmente entende a essência poética do marxismo são os universitários maconheiros e as feministas desnudas! Ó, que injustiça sofre o nosso bom mendigo Marx, que escreveu “Sobre a questão judaica” que em nada influenciou o anti-semitismo do Nazismo! Ó Santo Marx, suas imagens merecem nossa devoção, como também as de Mao Tsé-tung e dos seus apóstolos do “Mundo Melhor”, Lênin e Stálin! Devemos abandonar as Bíblias malvadas que ensinam o “amor ao próximo” e a “Justiça de Deus” por seus manuais de “ética vermelha”, acusando os porcos direitistas de todas as mazelas do mundo!

 

Sim, a ética vermelha! Essa incomparável resolução filosófica que só poderia ser uma consequência ímpar da “evolução” natural! Darwin estaria orgulhoso, ó, inefável, Marx! Você, que disse que somente o proletariado poderia descobrir e moldar a revolução e que nunca precisou ser proletário pra criar o manual da Revolução! Vemos em suas frases a excelência de um pensamento absolutamente justo e coerente! Você disse:

 

“Claro que, em períodos em que o Estado político nasce violentamente …, quando libertação política é a forma em que os homens se esforçam para conseguir sua libertação, o Estado pode e deve ir tão longe quanto a abolição, e a destruição da religião. Mas ele pode fazer isso só se ele decidir pela abolição da propriedade privada, ao máximo, a tributação progressiva, e assim ir tão longe como a abolição da vida, à guilhotina“.

 

(MARX, KARL HEINRICH. Zur Judenfrage [Sobre a Questão Judaica][Agosto - Dezembro de 1843], in : Marx und Engels Werk (Obra de Marx e Engels), Berlim : Dietz, Vol. 1, pp. 357, 367 e s.)

 

Ó, “abolir a vida” dos religiosos! Que ideal lindo! Como os ditadores interpretaram isso errado, matando 100.000.000 de pessoas no século XX! Como Hitler entendeu tudo errado ao matar 6 milhões de judeus! Com certeza, nós, direitistas, somos caluniadores conspiracionistas!

 

“O comunismo, porém, abole as verdades eternas, abole a religião e a MORAL.”

 

(MARX, Karl. Manifesto comunista. p. 44)

 

Ó, “abolir a moral”! A moral malvada judaico-cristã-ocidental, que ensina “certo e errado”! Dizer o que é “certo e errado” é uma coisa muito errada, não é mesmo?! Que grande ensinamento do onissapiente Santo Marx! Que malvadeza é o cristianismo ensinar que algo é mau! Seu ensino, ó Marx, mostra ao mundo o quanto é errado ensinar que existe o “errado”!

 

O que dizer então dessas instituições cristãs malvadas, que possuem a maior quantidade de obras de caridade no mundo, curando drogados, alcoólatras, abrigando órfãos, mães solteiras e leprosos?! Tudo isso não passa de uma artimanha dos cristãos patriarcalistas malvados que odeiam as mulheres e o sexo! Esses cristãos capitalistas burgueses que largam suas riquezas para viver como mendigos franciscanos e dominar as pessoas! Como os apóstolos de Cristo foram malvados querendo dominar o mundo e morrendo crucificados, queimados vivos, decapitados! Ó riqueza da luz universal, mestre soberano da liberdade intergalática! Ó, guru Karl Marx! Viva, Marx! Viva!

 

As 100.000.000 de mortes promovidas pelo Socialismo no século XX (mais que todas as guerras religiosas do mundo juntas) são apenas um pequeno preço a pagar pela utopia marxista! O sonho dos intelectuais que querem um Estado-Mamãe, que faz tudo pelos cidadãos, não importando se são preguiçosos ou não! Quanta generosidade e justiça social, matar os burgueses malvados na Rússia, os opositores políticos em Cuba! Os religiosos, os negros, homossexuais, os judeus, os cristãos! Apenas um pequeno preço diante de um ideal tão lindo.

 

Sem sombra de dúvidas, eu sou direitista porque sou um porco, ignorante, careta, retrógrado, moralista judaico-cristão-capitalista-ocidental nojento! Você, Marx, é tudo! Santo Marx!

 

Nota de rodapé: O título foi inspirado numa coluna de Diego Mainardi na Veja, intitulada “Como me tornei num porco direitista”.

Antônio Vitor Barreto
Antônio Vitor cursa Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal do Piauí (UFPI). Cristão por convicção e direitista por consequência.

Leia também...

 
Dê mais vida a Feedback Mag., para sua imagem aparecer ao lado de seu nome nos comentários, cadastre-se no Gravatar usando o mesmo e-mail com o qual você comenta aqui na revista. Leva 2 minutos.
 
  • Pedro

    Excelente

  • Silton Júnior

    Também sou um porco!

  • Marcos Alan

    Então eu adoro um chiqueiro e não sabia, pois sou um porco de corpo e alma!!!

  • Daniel Asimov

    Texto repleto de generalizações, superlativizações de números (Nem os autores do “Livro negro do Comunismo” de onde tiraram esse número de 100 milhões concordma com este número) e outras falácias

    Mas o melhor mesmo é arrotar superioridade moral por ser cristão

    Pelo visto pinçar trechos polêmicos de Marx tudo ok, mas comentar sobre um Deus que manda executar milhares de inocentes (primogênios do Egito) aí tudo bem…