Parabéns, Flamengo!

Parabéns, Flamengo!

0

Parabéns ao maior clube do Planeta! Parabéns Flamengo pelos seus 119 anos de Glórias.

 

O que falar de um Clube onde a lógica se inverte? O Flamengo não é um clube que tem uma torcida, é uma Torcida que tem um clube.

 

No Flamengo até mesmo seu nascimento é comemorado antes da sua criação.

 

Flamengo, Flamengo desde a sua Gênesis sua generosidade se equipara com a sua grandeza. Foi um ato de extrema nobreza abrir mão de uma data só sua, para homenagear outra quase tão importante para o país.

 

Suas glórias, Flamengo, se remetem aos bravos remadores, os “Conquistadores da Lagoa”. Suas cores, azul e amarelo, o destino quis que mudassem para o vermelho e preto. Ah, o vermelho e preto, fostes tu, Flamengo, o responsável para que estas cores despertassem amor e ódio.

 

No seu universo não há meio termos, Flamengo, não há indiferença, e isto lhe faz Gigante! Quis Deus que seu futebol tivesse parentesco com outros menos dignos.
Mas, isto não diminui sua grandeza, Flamengo. Sua alquimia natural transformou um metal comum em ouro! O mundo lhe deve, Flamengo.

 

Do futebol veio suas maiores glórias, como pode um único Clube ter uma História tão magnífica? A sua vestimenta inigualável, hoje representa a justiça! Suas vitórias improváveis, Flamengo, tu deves a ela e a sua torcida, sua apaixonada torcida.

 

Flamengo, Flamengo como não sentir nostalgia ao falar das suas vitórias? Seu Império no Rio é escrito em quatro capítulos. Tu és o único Tetra Tri destas terras, Flamengo. Ah, como falar em Tri e não lembrar do gringo mais tupiniquim que nestas terras já passou? Gringo de nome difícil, Petković, cujo a nação simplificou: Pet.

 

Flamengo, suas vitórias são escritas com Raça, Amor e Paixão. Mas como falar em raça e não lembrar de Rodinelli, o Deus da Raça? O que seria da sua História, Flamengo, sem aquela cabeçada na hora de acabar?

 

Flamengo, tu és Rei do Brasil, mas para recuperar seu reinado tu fostes liderado por um Imperador. Mas quis os deuses do futebol que coubesse a um plebeu o golpe derradeiro na última batalha. Angelim é o nome dele, o único Ronaldo da Nação.

 

Flamengo, Flamengo que poder és este que tu tens de transformar personagens comuns em heróis? Quem não se lembrará pela eternidade de um tal Brocador?

 

O Rio, Flamengo, sempre foi pequeno pra ti, o Brasil nunca te comportou e o mundo teve que se render a suas cores. Ah, 1981, que ano! Os maiores estavam lá, quem não se lembra daquele esquadrão liderado por um Messias? Ah, o Messias, o Galinho, o nosso Zico. Você fostes o maior, o nosso maior herói!

 

Ah, Flamengo, suas glórias são incontáveis. Sua Nação jamais te abandonará! Tu és nosso único amor incondicional, Flamengo! Que tu possas escrever mais 119 anos de Glórias, pois a eternidade é pouco para sua grandeza!

 

Obrigado Flamengo, porque se tu faltasses no mundo, eu teria um desgosto profundo!

 

#AcimaDeTudoRubroNegro

Carlos Santos
Estudante de jornalismo, escritor amador, poeta de ocasião, cronista fortuito e colunista inconstante. Além de tudo, é um ex-comunista que dobrou a Direita.

Leia também...

 
Dê mais vida a Feedback Mag., para sua imagem aparecer ao lado de seu nome nos comentários, cadastre-se no Gravatar usando o mesmo e-mail com o qual você comenta aqui na revista. Leva 2 minutos.