Gravidez – Susto e felicidade

Gravidez – Susto e felicidade

3

Adoro crianças, sempre quis ter filhos, mas é tudo bem diferente quando se descobre que está grávida. Levei um susto! Bom, de repente comecei a acordar enjoada todos os dias e a vomitar todas as noites, algumas pessoas falaram que eu estava com problemas de visícula, outras apostavam no fígado, outras nos rins, e por aí vai. Era final de período na faculdade, então estava esperando as férias para ir ao médico (na verdade eu enrolei mesmo, detesto ter que ir ao médico). Aulas encerradas e eu já me preparando psicologicamente para ir a consulta e descobrir uma doença, mas eis que surge minha mãe e fala algo que ninguém tinha cogitado. Ela sugeriu que eu fizesse o teste de gravidez da farmácia. Reagi rápido dizendo que tomo pílula anticoncepcional, impossível engravidar. Fui pra casa, mas fiquei com aquilo na cabeça. Será? Liguei para o meu marido e pedi para comprar o tal teste.


Acordamos às 5hs, o que era normal naquela época, e realizamos o teste. É só colocar o papelzinho e esperar cinco minutos. Cinco minutos??? Eu falei para o meu marido que ia colocar o papel, daí a gente saía do banheiro e só voltava cinco minutos depois pra ver o resultado. Então coloquei o papelzinho lá e… Não deu tempo de sair, de virar pro outro lado, não deu tempo de nada, nem de se mexer. Ficamos ali parados olhando um pra cara do outro, eu com cara de assustada, ele com cara de felicidade. Quando rompendo o silêncio ele diz: – Nossa, você está MUITO grávida! Eu ri, não tinha outro jeito. Mas a partir daí mil coisas se alojaram na minha cabeça, mil preocupações, mil dúvidas. Meu Deus, como vou cuidar de um bebê? E logo depois de todos esses pensamentos… Como conto isso pros meus pais? Apesar de já ter um ano e meio de casada quando descobrimos a gravidez, ainda era esquisito pra mim falar para eles que faço sexo e que o sexo funciona.


Eu e meu marido fomos no mesmo dia, a noite, contar para os meus pais e irmã. Todos ficaram muito felizes, mas tenho certeza que algumas preocupações invadiram a cabeça da minha mãe. No dia seguinte fui fazer o Beta HCG, o exame de sangue, para confirmar a gravidez. O resultado saía às 19hs do mesmo dia, por telefone. Nesse horário meus pais, minha irmã, meu marido e eu já estávamos reunidos, até hoje não sei como todo mundo conseguiu chegar cedo do trabalho nesse dia. Meu marido ligou para o laboratório, passou o código e… – Isso, Priscila. – Positivo?! Aaaaaaaaaaaaaaah! Uhul! Parabéns! As pessoas começaram a gritar, nem sei se meu marido se despediu da atendente, mas ela deve ter ficado feliz, não é sempre que as pessoas comemoram tanto uma gravidez.


De repente milhares de pessoas começaram a chegar me dando parabéns, outras me ligando. Só Deus sabe (e minha mãe também) como tanta gente fica sabendo tão rápido. Eu estava feliz, mas muito assustada pra achar tudo tão lindo.


Não quero parto normal! Pensei quando acordei no dia seguinte. Trauma de infância. Vi um vídeo na escola quando era criança e decidi desde aquela época que jamais teria filhos daquela forma. Depois acabei mudando de ideia várias vezes durante a gestação. No final, resolvi parar de pensar nas coisas que me assustavam e curtir esse momento da melhor forma possível.


Cada centímetro que minha barriga cresce aumenta 5 metros da minha felicidade, que teve seu auge agora, no último mês. Nunca pensei que fosse tão bom ter uma barriga tão grande. Adoro! Vibro de felicidade a cada chute que Alice dá, a cada mexida me sinto mais mãe. E amo isso!


Já o nervosismo e ansiedade, deixo para um próximo texto.

Pitty Henriques
Priscila Alvarenga Henriques é estudante de Pedagogia do ISERJ, professora dedicada, esposa, mãe, apaixonada por filmes e livros. Uma viciada assumida em adrenalina, havaianas e chocolate. No twitter: @pittyhenriques.

Leia também...

 
Dê mais vida a Feedback Mag., para sua imagem aparecer ao lado de seu nome nos comentários, cadastre-se no Gravatar usando o mesmo e-mail com o qual você comenta aqui na revista. Leva 2 minutos.
 
  • Anderson Barboza

    Alice chegou, se com a Filha de meus amigos nascendo eu já estou feliz desse jeito imagina o meu… Parabéns Pry e Fernando!

    • Fernando Henriques

      Valeu Anderson, obrigado! Ah, parabéns pra você também, afinal, agora você é titio.

  • http://simplesmentenique.com.br Nique

    Que legal, completo 19 semanas no domingo e estou HIPER feliz. Estou ainda muito anciosa, pq no ano passado perdi um bebê e fiquei muito triste, mas Deus sabe o que faz, e me deu essa benção q está sendo essa gravidez, meu bebê está bem e chutando mais a cada dia rsrs.
    Parabés pela Alice, a gravidez realmente assusta, mas é uma maravilha ser mãe.