Feedback Mag. na Rádio Manchete – Versão 2015

Feedback Mag. na Rádio Manchete – Versão 2015

9

Novamente fomos convocados para compor a mesa do programa Arquibancada Manchete na Rádio Manchete (760 AM). Pra quem ainda não é familiarizado ao programa, ele reúne quatro torcedores dos principais times do Rio para um bate-papo descontraído e cheio de provocações.

 

Dessa vez, no entanto, não pudemos levar quatro representantes. Esta distinta revista eletrônica foi representada pelo Botafoguense Victor Fortunato, o Flamenguista Carlos Santos e este que vos escreve, o Vascaíno Thiago Amaral. O único tricolor que se prontificou a ir, meu grande amigo e compadre Robson Cassemiro, esbarrou em um pequeno problema de logística: mora em Curitiba. Ainda assim, acabou participando do programa por telefone. Talvez fosse melhor se não o tivesse feito…

 

Explica-se: durante o programa rolam algumas “brincadeiras” com os torcedores. Uma delas é um quiz, onde cinco perguntas relativas ao time para o qual torcem são feitas aos convidados e em duas delas há opções de resposta, nas outras três, não. Os três convidados que estavam in loco já haviam respondido, quando o apresentador Ricardo Oliveira se dispôs a ligar pro tricolor carioca erradicado na capital paranaense. Este, havia acabado de sair do cinema e estava na rua com amigos. Errando as duas perguntas de múltipla escolha, ele já não tinha chances de vencer, visto que Victor havia acertado quatro questões. Porém, conseguiu a façanha de, mesmo pedindo cola, descaradamente, a algum de seus acompanhantes, responder “Ney Franco” à pergunta ‘Quem era o treinador da equipe das laranjeiras na arrancada pra fugir do rebaixamento em 2009?’. Ney Franco sequer já treinou a equipe…

 

Victor acabou sagrando-se vencedor do quiz. Carlos e Robson ficaram na zona de rebaixamento com apenas duas respostas corretas. Mas dizem que os advogados do tricolor já estão preparando um recurso…

 

Da esquerda pra direita: o vascaíno Thiago Amaral, o botafoguense Victor Fortunato, o apresentador, e também colaborador desta revista, Ricardo Oliveira e o flamenguista Carlos Santos

 

Um outro quadro do programa rendeu bastante emoção: no “Ídolo Oculto”, o botafoguense Victor quase deixou escorrer uma lágrima do canto do olho esquerdo ao reconhecer um dos grandes ídolos de seu time. Os três participantes tinham um palpite sobre quem era ao fim das dicas. No entanto, por sorteio, o primeiro a dar o palpite fui eu que acabei o fazendo antes da hora. Acabei acertando que se tratava do ex-zagueiro Sandro, que foi muito importante na volta da Série B em 2003.

 

Outro quadro interessante do programa, o “O que vai acontecer?”, também foi vencido por mim. O lance em questão foi uma jogada ocorrida num dos jogos entre Vasco e Flamengo em 2015, onde Guerrero cabeceava com perigo e o lance é pausado. Carlos e Victor, inicialmente, escolheram a alternativa “defesa do goleiro”. Eu fui o único a escolher a alternativa “gol”. Ao fim, mesmo com Victor mudando sua opção, eu acertei que seria gol, apesar de errar a ocasião.

 

No geral, o programa fluiu muito bem. Foram três horas de programa que passaram muito rápido. Mesmo com Carlos sendo o típico flamenguista intransigente e que acredita que o mundo todo está dividido entre aqueles que amam seu time e aqueles que sentem inveja dele, o papo foi gostoso. Falamos de diversos assuntos, desde clubes do Rio, suas rivalidades e problemas, passando por seleção brasileira, até à premiação de Pitty no Prêmio Multishow recebendo o troféu das mãos de Tati Quebra-Barraco, que por sua vez, era namorada da ex-vizinha do Victor e quase o atropelou. Ou algo assim.

 

Pra ouvir na íntegra toda essa resenha basta dar o play e acompanhar a gravação enquanto navega pela revista. Só não esqueça de deixar esta aba aberta no seu navegador.

 

Thiago Amaral
Nerd inveterado. Entretanto, apaixonado por esportes, especialmente futebol. Professor de inglês e jornalista wannabe. Consumidor voraz de cultura pop. Conhecido no underground como pai da Alice.

Leia também...

 
Dê mais vida a Feedback Mag., para sua imagem aparecer ao lado de seu nome nos comentários, cadastre-se no Gravatar usando o mesmo e-mail com o qual você comenta aqui na revista. Leva 2 minutos.
 
  • Marconi Junior

    O Flamenguista no final já tava sem argumentos kkk. Parecia com fanboy do Batman.

    • Carlos Santos

      Sem argumentos? Kkkkkkkkkkkkk
      Posso passar 10 horas debatendo com torcedores de times médios do Rio de Janeiro numa boa.

      • Marconi Junior

        É zuera ( tbm sou flamenguista ). Se todos os torcedores só discutissem dessa forma que vocês fizeram o futebol brasileiro seria bem melhor.

        E uma coisa concordo com você…. #INCAÍVEL kkkkk

        • Carlos Santos

          Então tamu junto rubro-negro. É nós contra tudo e contra todos! Hehe

    • Thiago Amaral

      E se não me engano, ele também é fanboy do Batman.
      OU SEJA…

      • Carlos Santos

        Nao entendi o que o fato de eu ser fã do Batman interfere no Flamengo ser o maior time do mundo e eu torcer pra ele…

        • Thiago Amaral

          Exatamente isso. Você se auto definiu…

  • Carlos Santos

    Thiago, é de conhecimento geral que com o Flamengo não há meio-termo, ou amam ou odeiam. Isso pelo fato de o Flamengo ser uma força da natureza, incompreendido aos olhos dos relés mortais fã de times menores.

    SRN

    #incaível

    • Thiago Amaral

      ZZZzzZZzzzzZZZzzz