Esconder ou esquecer?

Esconder ou esquecer?

13

“Eu gosto tanto de você que até prefiro te esquecer…” ♫

 

Não, eu não errei a letra. É isso mesmo. Apesar de a letra original fazer muito sentido, essa versão pode virar trilha sonora da vida de muita gente. Pode parecer estranho, incoerente, mas acontece.

 

De repente, você conhece uma pessoa que gosta das mesmas coisas que você, que pensa de maneira parecida com a sua forma de pensar, que diz que gosta de você… Mas, do nada, ela some. E não dá motivo.

 

Você acorda e pronto, ele se foi.

Você acorda e pronto, ele se foi.

 

Oi? Mas ela não disse que gostava de você? Pois é. Também gostaria de entender.

 

E aí fica aquela dúvida: “o que eu fiz de errado?”. Pois eu lhe digo: nada. Absolutamente nada de errado. Acho que algumas pessoas têm medo de gostar demais e de querer ficar junto. Acho que se sentem inseguras para manter um relacionamento. Talvez não tenham maturidade suficiente pra isso. Ou talvez não queiram ficar só com uma pessoa porque querem ficar com todas. Só não sabem que quem tudo quer, tudo fica querendo. E sim, refiro-me especialmente aos homens.

 

De tanto pensar sobre isso, a gente acaba criando paranoias, começa a pensar que tem algo de errado, imagina mil e uma justificativas para ter levado o fora. Mas, pensando bem, é melhor nem pensar. E é aqui que começa a tocar a minha versão da música: eu prefiro esquecer. Pode parecer meio difícil aprender essa letra, mas é só uma questão de praticar.

 

Quem?

Quem?

 

Se bem que a canção original também está certíssima: “Eu gosto tanto de você que até prefiro esconder”. Hoje em dia os sentimentos andam tão expostos que não é à toa que eles vivem quebrados. Escondê-los, talvez, seria a melhor maneira de proteger o coração desses danos. Assim, ninguém brinca com eles e depois vai embora sem ajudar a arrumar a bagunça.

 

E você, qual das versões da música prefere: esconder ou esquecer?