Eles querem dominar o mundo!

Eles querem dominar o mundo!

5

Há anos mantenho um hábito muito saudável culturalmente, durmo tarde pra cacete! Assim, diariamente assisto o Jornal da Globo e eventualmente o Programa do Jô – não é jabá, até porque na Globo a programação só presta mesmo após às 23h. Na semana passada assisti a uma matéria bem interessante no tal jornal noturno, e achei que o tema foi pouco comentado por aí. Pela importância que têm, merecia mais mídia, e aqui estou. Mas primeiro, entendam o que estou falando, assistam a matéria aqui.


Resumindo o caso, uma empresa americana fabricante de antivírus, a McAfee, divulgou informações sobre um grande ataque cibernético coordenado que teria afetado diversos países e instituições esportivas, como o COI e a Agência Mundial Antidoping. Até aqui, tudo normal, afinal, não é de hoje que ouvimos falar de grandes ataques contra instituições e pessoas importantes – como quando Julian Assange, do WikiLeaks, foi preso, e em represália um grupo de hackers derrubou sites de cartões de crédito por todo o mundo.


Porém, nesta operação descoberta pela McAfee, não foram realizados ataques comuns, nenhum site caiu, as invasões eram silenciosas, tanto que ocorrem desde 2006 e só agora descobriram algo. O grande lance era a ciberespionagem mesmo, o furto de informações. Estados Unidos, Reuno Unido, Canadá, Coreia do Sul, Taiwan, todos estes países tiveram informações roubadas. E pra tornar a história ainda mais interessante, temos o suposto envolvimento da China, como mandante dos ataques. Será?


Pois é, James Bond não precisa mais sair de casa para trabalhar.

Pois é, James Bond não precisa mais sair de casa para trabalhar.


Claro que tudo ainda está no campo da especulação (e por lá deve ficar), mas imagine a gravidade desta situação. Segundo a McAfee – uma empresa de respeito no segmento, os registros descobertos apontam que uma campanha global de proporções tão grandes como esta, só poderia ter sido financiada e organizada por algum governo. E analisando os alvos (sobrou até pra ONU), principalmente Taiwan e as organizações desportivas, que foram espionadas em datas anteriores e posteriores as Olimpíadas de Pequim, a China foi acusada.


Bom, até agora os chineses não fizeram um pronunciamento oficial, porém o principal jornal do país, porta-voz do Partido Comunista da China, já disse que a acusação é um absurdo, claro. Mas e você, leitor, o que acha disso tudo? Coisa de filme né? Pode até parecer, mas vindo do governo chinês, qualquer tipo de ação megalomaníaca não me causaria estranheza, eles querem dominar o mundo!


Diante dos fatos, é inevitável não falar da tão aclamada guerra cibernética. Alguns acreditam que o futuro nos reserva algo parecido, uma guerra virtual de proporções mundiais, porém tenho minhas certezas de que ela já ocorre hoje, no submundo, ou você acha que os americanos, por exemplo, não patrocinam campanhas de ciberespionagem também?!

Fernando Henriques
Idealizador e editor desta revista, Fernando Henriques é um consumista informacional. Formado bacharel em Ciências da Computação, encontra na Comunicação um elo natural. Viciado em séries, filmes, rock, MMA, política e desafios.

Leia também...

 
Dê mais vida a Feedback Mag., para sua imagem aparecer ao lado de seu nome nos comentários, cadastre-se no Gravatar usando o mesmo e-mail com o qual você comenta aqui na revista. Leva 2 minutos.
 
  • Diego de Lacerda

    Não duvido nada! Cada dia que passa ficamos mais dependentes da internet e das tecnologias.

    Hoje, podemos afirmar que uma guerra cibernética é muuuuito possível.

  • Felipe

    Grande texto Fernandão… agora sim consegui entender do que se tratava, e isso me fez lembrar de teoria da conspiração, e das organizações secretas que os EUA mantém tipo Skull and Bones e Black tie…

    Assunto polêmico que gera uma grande discussão…

    Eu acho que desde a época da guerra fria, os governos perceberam como uma espionagem bem feita ajuda nos propósitos de guerra…

    E vindo do governo chinês, nada é impossivel…
    Vindo do governo americano, tudo é possivel…

    A nós, humanos, resta apenas esperar e assistir de camarote (ou não) esta guerra…

    • Fernando Henriques

      Valeu Felipe, ainda bem que entendeu. rsrsrs. Mas pow, Skull and Bones é secreta, sinistra, mas não tem envolvimento com o governo, pelo menos declarado.

      Sobre eles, tem aquele filme, “Sociedade Secreta”, com Paul Walker, vale assistir.

  • Alan Ribeiro

    Ótimo texto Fernando e acho que a cada dia fica mais claro essa guerra cibernética e realmente tende a piorar.

    • Fernando Henriques

      Então Alan, foi o que eu insinuei, diversos países já devem fazer a ciberespionagem. Mas nós, jamais saberemos o que realmente acontece neste mundo.