Eduardo Jorge contra as velhas esquerdas

Eduardo Jorge contra as velhas esquerdas

12

Em entrevista à Bruno Torturra (aquele da Mídia NINJA, que representou o coletivo no Roda Viva ao lado de Pablo Capilé), do Estúdio Fluxo, Eduardo Jorge admitiu que o Marxismo é uma religião.

 

“Eu, praticamente, saí de uma formação católica cristã muito rigorosa e, com 17, 18 anos, me converti a essa outra religião, ateia, que era o marxismo-leninismo. Na época eu não sabia que era uma religião, depois é que eu fui descobrir. [Bruno: Você acha que é uma religião?] É uma religião total, tem santos, tem profetas. Tem fé. Depois (rindo), com o tempo é que eu fui descobrir que tinha saído de uma religião e entrado noutra.”

 

De quebra, o ex-deputado constituinte ainda admitiu o que muitos outros ex-revolucionários não admitem. Afirmou que na época da oposição à Ditadura, ele e seus colegas do PCBR (Partido Comunista Brasileiro Revolucionário, enfase no “revolucionário” – Jorge participou da luta armada) não defendiam a democracia, mas sim uma outra ditadura, a do proletariado. E não ache você que somente os integrantes do PCBR o faziam. Eduardo Jorge, assim como Gabeira, conta com sinceridade pelo que lutava e esse é o único diferencial entre ele e outros ex-guerrilheiros e revolucionários. Quem militou pela VPR, ALN e outros grupos e partidos comunistas queria o mesmo, uma ditadura do proletariado.

 

Como o ex-candidato do PV bem disse na entrevista, não acreditavam na Democracia.

 

Mas sua posição mudou, ele diz ter reformulado seus conceitos em relação a democracia e a entende hoje como um bem primordial. Independente disto, ainda se assume um homem de esquerda. À Torturra, que desonestamente chamou-o de kassabista, disse mais. Para irritar de vez a esquerda brasileira, ou o restante dela, falou na entrevista que Stalin concorre com Hitler pela medalha de ouro de maior genocida de todos os tempos. E Mao Tsé Tung vem logo atrás, com a medalha de prata.

 

O hoje socialista verde, que frisa o todo tempo que o PV e o verdismo/ambientalismo são o que há de vanguarda na política, enquanto os demais são ideologias e partidos do Século XX, atrasados, não teme criticar as demais esquerdas.

 

Este é Eduardo Jorge, que recebeu quase 700 mil votos no último domingo (05/10/2014), para à presidência da república, e acaba de, junto a seu partido, declarar apoio oficial a Aécio Neves (PSDB) no segundo turno.

 

Assista a primeira parte da entrevista, quando Eduardo faz tais afirmações:

 

Link Youtube |

Fernando Henriques
Idealizador e editor desta revista, Fernando Henriques é um consumista informacional. Formado bacharel em Ciências da Computação, encontra na Comunicação um elo natural. Viciado em séries, filmes, rock, MMA, política e desafios.

Leia também...

 
Dê mais vida a Feedback Mag., para sua imagem aparecer ao lado de seu nome nos comentários, cadastre-se no Gravatar usando o mesmo e-mail com o qual você comenta aqui na revista. Leva 2 minutos.
 
  • Lucas

    Mao Tsé Tung é medalha de ouro, sem concorrência

    • http://www.feedbackmag.com.br Fernando Henriques

      Se o critério for quantitativo de mortes, com certeza, porém se considerarmos outros quesitos, realmente, Stalin e Hitler ganham.

  • MADEIRART.

    EDUARDO JORGE FALOU O QUE EU NA MINHA INOCENCIA SEMPRE ACHEI. POR ESSAS E OUTERAS QUE DEFENDO OM RESALVAS O REGIME MILITAR ”DITADURA MILITAR”1

    • http://www.feedbackmag.com.br Fernando Henriques

      É importante que se conte a verdade. Ponto.

  • Kadu Gaspar

    Excelente entrevista, muito sobre a história política dos últimos 30 anos.

    • http://www.feedbackmag.com.br Fernando Henriques

      Não relatei, mas a parte onde ele conta a conversa que teve com Itamar, que queria ter o PT no novo governo de coalizão que viria, é riquíssima. E já ali, naquela época, a postura negativa do partido em não aceitar já demonstrava um caráter autoritário que ficaria explícito futuramente.

  • Alonso Prado

    Muito esclarecedora essa entrevista do Eduardo Jorge para quem não o conhece, pois ele sempre foi um sujeito muito sincero e corajoso na defesa de suas idéias.

  • CoF89

    Um esquerdista sensato…realmente uma coisa raríssima.

    • http://www.feedbackmag.com.br Fernando Henriques

      Exatamente, por isso gosto sempre de ressaltar tais falas. O companheiro de partido do Eduardo, Fernando Gabeira, é outro que já há muito vem falando a verdade sobre sua militância política contra a ditadura. É outro esquerdista honesto.

  • Gabriel Carvalho

    Eduardo Jorge é parlamentarista (excelente!), mas gostaria de saber se ele aceitaria uma monarquia no Brasil como forma de equilibrar politicamente o país e facilitar as conquistas sociais.

    • http://www.feedbackmag.com.br Fernando Henriques

      Olha, se fosse para apostar, diria que não é não.

      • Gabriel Carvalho

        Mas ele mesmo já declarou ser parlamentarista. Resta saber se ele seria favorável ao parlamentarismo com monarquia.