ATEA e os ateus

ATEA e os ateus

7

Antes de tudo uma afirmação: a ATEA não representa os ateus e agnósticos do Brasil, ela se representa.

 

A Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos foi fundada em 31 de agosto de 2008 com o intuito de ser uma associação, a nível nacional e internacional, que representasse todos os ateus e agnósticos do Brasil. Defendendo seus direitos e coibindo o preconceito que por ventura viesse a sofrer. Hoje, com mais de 10 mil associados (dados de setembro de 2013), a ATEA se parece muito mais com uma “igreja”, onde cobra-se um “dízimo” mensal e prega-se uma “Doutrina Ateísta”, do que com uma associação sem fins lucrativos e apartidária. A ATEA de hoje é muito diferente da ATEA de cinco anos atrás, ela se perdeu com o passar dos anos e deixou de efetivamente defender os ateus e agnósticos na luta contra o preconceito e partiu para um ataque irracional contra todas as religiões.

 

Com isso ela começou a deixar de representar os ateus e passou a se representar, uma vez que, essa guerra contra Deus e as religiões é um interesse dela, que se tornou uma associação extremista.

 

O ateu, o cidadão que única e exclusivamente não crê em uma força superior, não tem o menor interesse em entrar numa “cruzada” contra as religiões, sua única vontade é continuar não crendo em nada divino sem ser rotulado como satanista (já que nem no diabo ele acredita). Geralmente os ateus são discretos na sua descrença, não sentem vontade de explicar sua falta de fé e muito menos iniciar um debate religioso, apenas em último caso. E a ATEA se tornou exatamente o oposto disso, ela ofende, denigre, ataca e ridiculariza a fé alheia; ela faz exatamente o que se propôs a combater, e isso gera muito mais preconceitos contra os ateus.

 

Essa postura extremista da Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos é tão corrosiva quanto às declarações de Silas Malafaia, Marco Feliciano, entre outros que se encontram no outro extremo da balança. Isso tudo só afasta a sociedade da harmonia, união e sobretudo do respeito, tentar introduzir a ideia que o mundo no caráter religioso é maniqueísta não nos leva a lugar algum.

 

E a ATEA como uma Associação de grande vulto deveria pregar o respeito e buscar apenas defender o direito dos ateus em declarar a sua falta de fé e não ser discriminado por isso, e não se engajar numa luta para provar que Deus é apenas uma figura imaginária, se utilizando de todas as formas possíveis para provar o que defende como verdade.

 

Cada um de nós têm suas verdades e acreditamos naquilo que nos conforta, e se sua fé ou a falta dela te faz uma pessoa melhor então continue assim, o importante é cada um de nós sermos felizes a sua maneira, porém, respeitando as diferenças do próximo.

 

Um banner como esse promove exatamente aquilo que a ATEA diz combater. | Créditos: facebook.com/ATEA.ORG.BR.

Um banner como esse promove exatamente aquilo que a ATEA diz combater. | Créditos: facebook.com/ATEA.ORG.BR.

 

Só através do respeito seremos respeitados e teremos nossas opiniões ouvidas, um debate inteligente e respeitoso é válido sobre todos os assuntos do mundo, inclusive a religião, entretanto, o insulto e a agressão não nos leva a nada, se ainda sonhamos com uma sociedade mais harmônica para todos devemos fincar nossos alicerces sobre o respeito.

Carlos Santos
Estudante de jornalismo, escritor amador, poeta de ocasião, cronista fortuito e colunista inconstante. Além de tudo, é um ex-comunista que dobrou a Direita.

Leia também...

 
Dê mais vida a Feedback Mag., para sua imagem aparecer ao lado de seu nome nos comentários, cadastre-se no Gravatar usando o mesmo e-mail com o qual você comenta aqui na revista. Leva 2 minutos.
 
  • Ricardo Martins

    Concordo e muito…antes sempre evitei dizer por aí que sou ateu por medo de ignorância de pessoas que não entendem essa simples postura e acham que ateus são monstros, etc..hoje meu medo é ser confundido com esses ditos “ateus militantes” ou grupos que tem iniciado uma cruzada a favor de um mundo sem religiões ou que se consideram donos da verdade ou de uma sabedoria superior. O mais irônico é que no final das contas acabam virando tudo aquilo que sempre criticaram: fundamentalistas e imbecis. Surgimento e evolução de associações como a Atea me soam o começo de algo assustador, primeiro que ateísmo não se prende a nenhuma ideologia (é apenas a não-crença em deuses) e segundo por que a maior mérito é se ver livre, desprendido de doutrinas e assumindo apenas a si mesmo seus atos e consequências. Entendo o momento, o ateu passou muito tempo “calado” e estamos num período de transição onde as posturas tem se confrontado, mas o ateísmo indo para este triste caminho tem dialogado da forma mais errada, virando o monstro que sempre criticou, e assim perde-se qualquer credibilidade.

    • http://www.feedbackmag.com.br Fernando Henriques

      Boa Ricardo, a coerência e a inteligência devem ser respeitadas independente de crenças ou descrenças. Levantamos essas bandeiras e tenho orgulho dos textos conscientes que o Carlos Santos e Francisco Jamess tem publicado sobre o assunto.

      • Carlos Santos

        Esse é o objetivo Fernando, falar sobre assuntos polêmicos de forma direta e respeitosa.

    • Carlos Santos

      Era exatamente essa mensagem, essa ‘Cruzada’ capitaneada por extremistas não é a saída para os ateus. Ninguém deve importa nada a alguém, devemos seguir o que nos faz bem e nos transforma em uma pessoa melhor e respeitar os outros. Tudo que é construído sobre o respeito é sólido e a ATEA infelizmente está cada vez mais distante disso.

      • André Luís Marçal Júnior

        Parabéns pelo post. Confesso que vc é a primeira pessoa que se considera ateu publicamente que não posta algo sobre temas polêmicos atacando pessoas religiosas. Conheço algum Agnósticos com essa sua consciência. O mundo seria melhor se pessoas tivessem sua consciência. Infelizmente vivemos diante uma sociedade que “prega” o pré-conceito. E esse muda apenas de grupo social de acordo com sociedade. Antes perseguiam homossexuais, hoje em dia é o inverso por exemplo.

        • Carlos Santos

          Primeiramente obrigado. Na verdade conheço muitos ateus que não se manifestam de maneira ofensiva, temos nossas convicções sobre o mundo, porém, respeitamos todas as diferenças, e é isso que eu prego, respeito. No caso do homossexualismo está ficando complicado, por que virou modismo, tudo é homofobia, o que dificulta qualquer tipo de dialogo.

  • Gabriela lalala

    Eu acho q no Brasil q estamos hj, a Cruzada “ateísta” é muito válida. A bancada evangélica só cresce, nosso lema tem deus acima do país, o presidente é super amigo de Edir Macedo. Querem brigar com respeito? Não vai em nada!!